15 de julho de 2017

Uma semana dedicada ao desporto

Como já vem sendo habitual, este ano juntei-me mais uma vez à minha equipa de andebol para uma semana de torneio. Apesar de nos intitularmos de veteranas (porque na verdade, se jogássemos em seniores levávamos uma abada de - quase - todas as equipas), somos ainda jovens, muito jovens. Mas já sabem que nisto do desporto de equipa, com 35 e 40 anos já parece que somos umas velhotas. 
Durante a semana passada, jogámos todos os dias. Tirando um dos jogos às 00:30, estávamos em campo às 21:00, o que para quem tem filhos e no dia seguinte trabalho, é uma hora que nem em má de todo. Com os dias a passar e os jogos a acumularem-se nas pernas, queixas de dores musculares não faltavam. Nódoas negras também já sabemos que aparecerem sempre, e quando damos conta, uma já não pode jogar mais porque o joelho não deixa, outra tem que ir ao fisioterapeuta a ver se não fica pior, havia ainda quem precisasse de spray para aguentar a dor. E é por isto que adoro esta equipa. Mesmo com dores, com muito cansaço e sabe-se lá onde arranjámos forças, estamos sempre ali, unidas, a dar tudo, com paixão e muito suor. Também nos divertimos imenso, que já não temos idade para pensar só na pressão dos jogos.
No final, o resultado: medalha de ouro, muitas histórias, muitos sorriso, muitas emoções. 
O mais importante desta semana foi perceber que se quisermos conseguimos conciliar a nossa vida profissional, familiar e desportiva. Claro que este tipo de situações só acontece uma vez por ano, mas aquele espírito que se vive dentro e fora de campo é impagável e muito necessário nestes dias em que só vivemos de rotinas e correrias.


Sem comentários:

Enviar um comentário