30 de março de 2017

A rotina da noite

Os nossos finais de dia são sempre bem cheios. Há sempre imensas coisas para fazer e sinto que o tempo me corre pelas mãos. E, tal como o nome rotina indica, os finais de dia são sempre muito iguais. Assim que saio do trabalho, tenho como missão ir buscar o Vicente à escola. Quando dá para ele andar de bicicleta aproveitamos para passear perto de casa. Depois começa a preparação do jantar e uma ou outra arrumação rápida. Antes que o meu marido chegue com a Inês, dou banho ao Vicente e antes do jantar (que tento que comece às 19.30/19.45) há sempre uns minutos de brincadeira entre irmãos. Normalmente, o jantar é um momento silencioso, sorte a minha de ter dois bons garfos, mas também há umas traquinices pelo meio......Enquanto eu ou o meu marido deixamos a cozinha novamente apresentável, um de nós brinca com os miúdos, tentando sempre começar a reduzir barulhos e euforias. Subimos todos e começa a rotina de deitar. Para o Vicente, que já tomou banho, é lavar os dentes, fazer um jogo, ler uma história no quarto dos pais e depois....dormir. Para a Inês, lavar os dentes, um bom banho, vestir o pijama no quarto (já a meia luz), história e dormir. Como ainda dormem os dois no mesmo quarto, a Inês deita-se primeiro e só depois é que vai o Vicente.
E pronto, são 21.00 e a nossa casa está em silêncio absoluto. O Vicente agarrado ao seu Kiconico e a Inês agarrada ao seu 'penke" (panda). Adoro vê-los dormir e saber que estão bem. Eu aproveito e também me deito. Confesso que depois de um final de rotina mais relaxante, tudo o que menos me apetece é descer escadas e ir adiantar arrumações (como passar a ferro, por exemplo). Prefiro ficar pelo quarto a ler, a ver um pouco de tv e a percorrer as redes sociais. Acordo sempre mais cedo, o que me dá jeito para começar a preparar o dia e, não tão frequente como gostaria, ir dar umas corridas antes que todos acordem.
A rotina pode ser esgotante, mas eu acho que já não sei viver sem ela. Dá tranquilidade aos miúdos e nós já sabemos o que nos espera. E ao fim de semana ou em dias especiais, também nos desviamos um pouco ao habitual.


3 comentários:

  1. :) crianças, sugam a nossa energia e ao mesmo tempo dao-nos um ânimo único! <3

    ResponderEliminar
  2. A parte que mais gosto do dia e a parte que mais depressa passa... o final de tarde, quando chego a casa com a princesa, banho, jantar... passa a voar mas é tão bom!! E sim, também gosto de rotinas, a mim também me transmitem segurança... e depois temos o fim de semana para sair um bocadinho dela...

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Definitivamente, Joana, as mães são super-mulheres. Tu trabalhas fora e dentro de casa, fazendo arrumações, cozinhando e, sabe Deus quantas vezes, arrumando a cozinha. Mas, para além disso, tens de dar boleias, banhos, vestir, mimar, brincar e, não tarda nada, estudar com os teus DOIS filhos pequenos. Se isto não é uma rotina diária de fazer rebentar um santo, não sei o que será.
    Um beijinho solidário e cheio de admiração para ti, GRANDE JOANA!

    ResponderEliminar