30 de dezembro de 2015

O melhor presente de Natal

O ano está quase a acabar e eu não queria deixar para depois a partilha deste presente tão especial. O calendário de advento recheado de atividades em família foi o melhor presente que podia ter dado ao Baby Boy. Ele recebeu os dois presentes que pediu ao Pai Natal e mais alguns (impossível dizer à família e amigos para não dar nada), mas sem dúvida que o tempo que lhe dedicámos todos os dias do advento foram muito mais enriquecedores para ele e para nós. Para o ano a maninha já deve participar e vai ser ainda mais divertido! 
As rotinas instalam-se cá em casa de tal forma que parece nunca haver tempo para nada, mas o calendário veio provar que se quisermos arranjamos uns minutos para estarmos todos juntos a fazer coisas muito divertidas.
Aqui ficam em imagens os nossos dias do calendário do advento.

(da esquerda para a direita e de cima para baixo)
1 - Enviar a carta ao Pai Natal
2 - Uma história de Natal
3 - Cantorias (como não dá para colocar vídeo nesta montagem coloquei um enfeite do pinheirinho)
4 - Agradecer ao Menino Jesus com direito a chocolate (os dias preferidos do Baby Boy)
5 - Escolher um presente para oferecer (escolheu um brinquedo que era dele e que ia servir para a maninha)
6 - Caça ao tesouro. Está uma bola com pintarolas escondida no pinheirinho
7 - Jogos em família
8 - A ver quem ganha a jogar o loto
9 - Ver os álbuns de família e conhecer as nossas origens
10 - Ver as estrelas no céu
11 - Mais um chocolate e não esquecer de agradecer ao Menino Jesus aquilo que temos
12 - Iluminações da cidade
13 - Caça ao tesouro. Mais uma bola de chocolate
14 - Picnic junto ao pinheirinho. A nossa pizza night
15 - Escolhemos um brinquedo para doar e continuámos a contagem decrescente
16 - Fotos giras no nosso pinheirinho com acessórios de Natal
17 - Desenhos para pintar. O Baby Boy adora os anões da Branca de Neve
18 - Dia de chocolate e cada vez menos cartinhas no nosso calendário
19 - Fazer bolas de sabão (como estava a chover, aproveitámos a ida a casa da avó para fazê-las na garagem)
20 - Caça ao tesouro. Desta vez, para além do chocolate também encontrámos umas pantufas novas)
21 - A decorar os postais para os avós
22 - Jantar à luz das velas
23 - Histórias de Natal
24 - Bolachinhas para os vizinhos que fomos entregar ao final da tarde
25 - Dia de estar em família

18 de dezembro de 2015

Ser mãe também é...

...começar a cair nas graçolas do Baby Boy.
"Mamã, se falares perdes!"
"Porquê?"
"Perdeste."

17 de dezembro de 2015

Uma peripécia na minha vida

Esta história que vos vou contar não é de alto interesse social, mas decidi partilhar. Costumo contá-la quando estou entre amigos no meio daquelas conversas em que cada um fala sobre coisas engraçadas que já lhes aconteceram.
Tinha eu 18/19 anos e ia a caminho da paragem de autocarro para as aulas na faculdade. Mesmo pertinho de minha casa passei ao lado de um carro que estava estacionado e ele começa a andar e a acompanhar-me. Não olhei, para não dar aso a más interpretações. Mas o carro vinha sempre a "seguir-me" e eu tive que olhar com cara de "mas que vem a ser isto?.....não estava bem estacionado?". E foi aí que percebi....................ups....................não estava ninguém no carro. Por milésimos de segundo ainda pensei que era algum engraçadinho....mas não estava ninguém ali à volta. Aliás, a rua estava deserta. O carro ia direitinho a uma parede, pelo que num ato quase involuntário atirei a minha pasta para o passeio e fiquei a segurar no carro. Sim, leram bem. Coloquei as minhas mãos na frente do carro e fiquei ali à espera que alguém passasse (valeram-me is treinos intensos de andebol que fazia na altura). E fiquei ali uns 5 minutos. Ainda gritei "socooooooorro" (e só de pensar agora na minha figura já me estou a rir), mas de nada valeu. Entretanto aparece um senhor, que por acaso até sabia onde o dono do carro morava. Foi lá chamá-lo. O dono apareceu com cara de dormir, entrou no carro e puxou o travão de mão. Nem obrigada, nem desculpe, nada de nada. Eu já estava a ficar no limite para perder o autocarro e também não estive ali com grandes conversas. Fui o caminho todo a pensar e a achar que aquilo nem tinha acontecido.
Ainda hoje, quando passo naquela rua começo a rir-me sozinha, só de me lembrar desta história.
E por aí, alguém com peripécias engraçadas?!

16 de dezembro de 2015

Ser mãe também é...

...aprender a interpretar arte abstracta. Eu e o Baby Boy estávamos a desenhar. Pedi para desenhar um sol e ele lá fez (uma espécie de quadrado). Depois pedi uma boca e saiu uma linha na horizontal. "E os olhos? " perguntei eu. E ele desenhou duas bolinhas acima da linha. Depois pedi um nariz e ele fez um traço abaixo da boca. "Um nariz em baixo da boca?" disse eu. Muito rapidamente diz ele "Oh mamã, isto não é um nariz, é comida a cair da boca.........."

11 de dezembro de 2015

Ser mãe também é...

...relembrar que quando o nosso bebé (a Baby Girl agora com 5 meses) começa a fazer as suas gracinhas, é como se fizessem a coisa mais espetacular e sensacional do mundo! E é, para mim!
A minha mãe já o tinha feito com o Baby Boy e voltou a fazer com a sua netinha querida. Pergunta à Inês "A menina dança?" e estende a mão. O raio da miúda junta a sua mãozinha minúscula à da minha mãe e fica à espera da música! Ah, e também tem coreografia!
Top. Top. Top. O meu orgulho explode com estas graçolas.

7 de dezembro de 2015

Christmas is coming...

Dezembro vai passando e estamos cada vez mais perto do Natal. Sempre adorei toda a magia e espírito que se vivem nestes dias e que, com muita pena, desaparecem logo a seguir ao dia 25. Pelo menos é isso que sinto! A partir daí já só se pensa no novo ano que vai chegar, o que também é bom.
Eu já ando a tirar ideias para a ceia de Natal. Nada de muitas decorações porque já sei que depois nunca tenho tempo para nada...como é possível!!!! As cores já estão escolhidas e entre IKEA e Continente acho que consigo arranjar o que quero para ficar tudo bonito para uma noite em família.
Velas, guardanapos de pano e um pequeno pormenor na mesa são o suficiente cá em casa.

Imagens do Pinterest

Também já ando a preparar as roupas que os miúdos vão usar nos dias de festa. Não vou resistir a fazer uns pendants :) Acho que não vou conseguir fugir muito ao tradicional, pelo que o xadrez, os vermelhos, os cinzas e os azuis vão estar presentes. Algumas peças já tenho em casa e depois é arranjar uma ou outra que complementem aquilo que tenho em mente.

1. Knot
2. Zippy
3. Knot e Gocco
4. Gocco

Agora é aproveitar bem estes dias em família, sempre com muita saúde e alegria. São mesmo as pequenas coisas que nos fazem felizes, por isso não vale a pena complicar!

1 de dezembro de 2015

O nosso calendário de advento

Este ano decidi que íamos ter um calendário do advento. Como só tinha 2 dias até ao primeiro dia de dezembro, andei a ver o que havia por casa que pudesse servir para o efeito. Lá arranjei uns envelope, um cordel e uma caneta dourada e achei que era o suficiente. Queria colocar alguma decoração no calendário, como ramos de pinheirinho ou bolinhas coloridas, mas a única coisa que arranjei em tempo útil foram umas molinhas natalícias, que usei para assinalar os domingos e o dia de Natal.
Depois andei na internet a pesquisar atividades para fazermos em família, fiz uma lista do que achava possível fazer tendo em conta as rotinas da semana e escrevi em papéis para colocar dentro dos envelopes.



Se servir de motivação ou inspiração a alguém, fica a lista de materiais que utilizei:
- envelopes normais brancos
- cordel
- caneta dourada
- clips
- molas de madeira alusivas ao Natal
- folhas A4, que cortei em 4 partes para escrever as mensagens
- barritas kinder para os dias de chocolate, que são quando o Baby Boy dorme nos avós e não há espaço para atividades
- uma bolas de pintarolas para pendurar no pinheiro e que serão abertas aos domingos
- uns stickers com dinossauros para fazermos postais para os avós
- postais de natal
- folhas impressas em casa com desenhos de natal

E agora algumas ideias para as atividades (algumas repetem-se ao longo do calendário):
- escrever a carta ao Pai Natal
- deixar a carta ao Pai Natal nos CTT
- ler uma história de Natal
- cantar
- aprender um jogo novo: macaquinho chinês
- fazer um pic-nic na sala - pizza night
- percorrer as ruas da cidade para ver a iluminação de Natal
- olhar para o céu para ver as estrelas
- agradecer ao Menino Jesus ter saúde, ter sempre comida em casa, ter brinquedos.....nestes dias de agradecimento há sempre um chocolatinho
- caça ao tesouro - encontrar uma bola de chocolate no pinheirinho
- escrever postais aos avós com os stickers dos dinossauros (uma vez que o Baby Boy ainda não sabe escrever)
- pintar desenhos de Natal
- escolher um brinquedo para doar
- jogo de família: loto infantil
- abrir presentes (para o dia 24 à noite)
- fazer um bolo de chocolate
- fazer bolachinhas para oferecer


Este calendário do advento é o melhor presente que posso oferecer aos meus filhos, sobretudo ao Baby Boy, pois a maninha ainda é muito pequena. Mais momentos em família, tentar incutir o espírito de partilha, agradecer o que temos e claro, uns miminhos doces pelo meio.

E que comece a magia do Natal :)