31 de março de 2014

A espreitar de mansinho

O sol anda tímido e as temperaturas de primavera também. No fim de semana ainda deu para aproveitar o parque. Sair de casa e passear sabe tãooo bem! Sobretudo quando ainda sentimos o inverno rigoroso deste ano. O parque estava praticamente vazio. Decorriam uns jogos de futebol entre amigos e de vez em quando passava um grupo de corredores. Andámos a visitar os patos e a correr na relva molhada. Mas o que eu imaginava quando olhava à volta era um piquenique à sombra de uma árvore, numa tarde quente. Ficamos à espera desses dias! Por enquanto há que aproveitar bem sempre que um raio de sol espreita, porque não se espera tempo primaveril durante os próximos dias.

  


27 de março de 2014

Sparkling

Os meus amigos conhecem-me cada vez melhor e acertaram em cheio. Mais um presente, mais um colar que adoro. Este também é em tons pastel, mas com mais brilhantes. Insistiram comigo para o trocar e não ficar com colares parecidos, mas eu acho que são diferentes e gosto muito dos dois. Desta vez usei-o com cinza e com peças de inverno. O tempo não está para outra coisa!

Colar Parfois

Colares há muitos

Já não bastam os colares que eu tenho guardados (bem guardados) e os que estão pendurados em fila de espera e no aniversário ainda recebo mais uns! Mas não me importo nada, nadinha, porque eu gosto! E o primeiro colar presente que vos mostro é em tons pastel! E sim, voltei a vestir o meu casaco quentinho, pois está um frio que não se aguenta!

Colar Parfois

26 de março de 2014

Não há corrida, mas o treino continua

Como já vos disse aqui, uma corrida oficial de 10km passou a ser a minha motivação para ir ao ginásio. E foi, durante 3 semanas. Depois meteu-se uma coisa aqui e outra acolá...e o que é certo é que não fazia nada há 2 semanas. Naaaaaada!!!!! É muito difícil ter motivação para ir sozinha ao ginásio. Quando praticava desporto coletivo tinha os treinos todos definidos.....(ok, custava-me sair de casa tarde e chegar tarde, ter os finais de dia quase todos ocupados, não ter fins de semana completos)......mas era mais fácil. Havia um compromisso com um clube, com uma equipa! Não me arrependo de ter saído, mas ainda não consegui arranjar a motivação certa para fazer mais exercício!
Conclusão: poucos treinos e  primeira prova com muitos quilómetros, não me parece boa ideia ir arriscar um esforço superior ao que neste momento aguento. Esqueci a prova, para já. Vou tentar outra, quando me sentir confiante e preparada! Não vale a pena armar-me em forte e andar a fazer esforços desnecessários!
Por enquanto, novas peças para o exercício estão a ser a motivação. Estas três foram presente de aniversário. Adoro as sapatilhas, discretas, dão bem com tudo! A t-shirt é muito sporty, larga e recortada dos lados. As calças, de uma marca a estrear. Mamoon. Está prestes a ser apresentada ao público e eu já estou a testá-la! Aliás, já a testei e posso dizer que adorei. Ficam bem no corpo e não apertam a zona da barriga. Estou curiosa para ver as peças da restante coleção. 
O importante é mesmo nunca desistir!

Sapatilhas Adidas
Camisola Oysho
Calças Mamoon



25 de março de 2014

Um look pink para um dia pink

E já que a festa era em rosa, não podia deixar de vestir alguma coisa nesta cor. Assim que vi esta blusa apaixonei-me por ela. Não sei se foi pela cor ou pelos folhinhos. Como o dia ia ser mexido o calçado tinha que ser baixo e confortável, por isso........sabrinas! Só as calças é que andaram em dúvida até ao limite: azuis, brancas, azuis, brancas! Como o dia ameaçava umas pingas de chuva......ganga azul escura. Como podem ver, muito casual e descontraída. Os brincos davam um brilhozinho.
Só ao final da noite, já com a casa sem convidados e depois de recolher a estrela voadora do jardim, lembrei-me que não podia deixar passar o look rosa! Aqui está ele!



24 de março de 2014

Pink Stars Party

Sim, foi mesmo uma festa em cor-de-rosa. Apesar de ter procurado os dourados para dar um ar mais adulto/sério, não consegui. Assumi de vez a cor de menina e dei uns apontamentos de verde e azul, tudo muito soft. Mais uma festa homemade! É verdade que os profissionais da área fazem festas de sonho (lindas, lindas, lindas e cheia de pormenores maravilhosos), mas também é possível ter uma festa querida com as nossas coisas de casa. É preciso procurar inspirações e colocarmos mão à obra.
Para assinalar a comemoração havia uma estrela voadora logo à entrada. Aqui aparece no hall de casa, mas na realidade ela esteve a festa toda no jardim da entrada. A decoração da festa passou pelos guardanapos, uns balões e uns pompons que andavam lá por casa, umas folhas de papel super giras que me ofereceram no Natal e louça que já tinha.  As estrelas e as flores acabaram por ser as protagonistas.
Para o bolo - que também acaba por ser a "atração da festa" - precisei de ajuda, pois trabalhar com pasta de açúcar não é comigo. Eu fiz o interior (bolo de cenoura) e depois uma amiga com mais habilidade para estas tarefas fez o resto (cobertura e estrelinhas). Como era muita gente optámos por fazer dois bolos enormes. Os detalhes do bolo principal estavam pensados e depois para o segundo foi adaptar. Queria bolos diferentes mas na mesma linha de decoração. Estava um must! 
Desta vez fiz pouca coisa em casa. Optei por coisas já cozinhadas: bola de carne, queijo com tostinhas, bombocas, pães de leite...! Às vezes não compensa passarmos horas na cozinha. Ou então há festas em que não temos tanta paciência ou tempo para isso! Mas, sem contar, uma das minhas avós fez um bolo mármore, uma amiga levou uma tarte de amêndoa e outra uma tarde de nata.
O resto foi arranjar as coisas de forma diferente. Espetadas de gomas em caixa de papel, batatas fritas em copos, bolos miniatura em caixinhas e talheres de plástico em porta-velas.
Agora umas dicas. Para as pessoas não se concentrarem num só espaço, coloquei os doces e salgados na mesa do bolo e usei a ilha da cozinha para as bebidas e mais uns petiscos. Como as crianças começam a aumentar entre família e amigos, deixei os brinquedos num espaço longe das mesas para elas poderem desarrumar à vontade. Como há sempre alguém que quer café e a nossa máquina até é automática, nada como deixar tudo bem acessível para cada um se servir à vontade.
Amanhã mostro-vos o look. Descontraído mas sem descurar a cor escolhida para a festa! E também não me esqueci dos presentes. Mas esses vou colocar aqui à medida que os for usando.




19 de março de 2014

De menino dos caracóis, a rapazinho

Não sei se é bem de menino, já que por onde ele passava com os seus lindos caracóis dourados lhe chamavam de menina. Eu sorria! Não valia a pena estar a dizer que afinal era um menino, de 5 em 5 minutos.  Confesso que adiei durante muito tempo a decisão de ir ao cabeleireiro (para mim está fora de questão tentar qualquer coisa em casa, eu não seria capaz e ainda arriscava um corte radical!). O Baby Boy, com aqueles caracóis, fica a coisa mais fofa do mundo. Mas o que é facto, e falando de forma mais prática, é que já o incomodavam. Andava sempre atrapalhado e já começava a ganhar tiques. Ontem, assim de pensamento rápido, fui buscá-lo à avó e segui direta à minha cabeleireira. Pelo caminho pensei se não seria melhor voltar para trás. Mas depois lembrava-me da aflição dele quando o cabelo lhe tapa os olhos. Primeiro está o seu bem estar. Foi isto que não me fez desistir e o Baby Boy teve o seu primeiro corte, no dia de aniversário da mãe, para não ficar esquecido.
No início não estava fácil colocar-lhe a capa amarela de criança. Mas depois com a conversa típica dele (carro para aqui e carrinha para acolá), ficou um bem disposto, com muito falatório pelo meio e uma mãe babada a olhar. Nem dei conta que os seus caracóis estavam a ficar espalhados pelo chão. Fiquei ali a sorrir. Ele falava com as cabeleireiras e dizia que carro é que tem a Tatá, a Mamã, o Papá, o Bubu, os vizinhos e os que tinha visto no caminho até lá. Uma doçura (já estou a ficar outra vez babada). Reparei em ligeiros olhares que ele fazia para o espelho e não se queixou. É porque gostou. À saída deram-nos o primeiro caracol cortado e, segundo a cabeleireira, não se cobra nada pelo primeiro corte de uma criança!
Agora tenho um rapazinho!

 Antes do corte



Durante o processo de corte


Depois do corte 



18 de março de 2014

Hoje é dia

Hoje é dia de acordar de sorriso nos lábios, de receber muitos miminhos e telefonemas muito cedo. É dia de sonhar, de estar com os que gosto. De receber presentes. E de receber imensas ofertas de todas as lojas onde tenho ficha! É dia de ter doces em casa e começar a panicar com a festa de fim de semana. É dia de gostar de mim, tal como sou. É dia de perceber que até os que não vejo frequentemente não se esquecem (nem que seja o facebook a lembrar!!!). É dia de recordar outros dias iguais a este. É um dia calmo e cheio. É um dia muito simples!

Imagens Pinterest


E mesmo quando neste dia o trabalho espera por nós, é muito bom começar com uma página personalizada.
Obrigada Google!


17 de março de 2014

Baby Shower de menina

E de repente uma amiga lembra-se que era super engraçado organizar um baby shower surpresa para uma Mariana que está quase a nascer. Eu ofereci-me para organizar e, assim de repente, surgem logo mil uma ideias. Mas o tempo é tão pouco que tive que dar uma olhadela no que já tenho em casa. Apenas comprei uns guardanapos a condizer, uns balões e uns corações deliciosos. O bolo ficou tosco, mas ao mesmo tempo querido.
Quer-se muito cor de rosa, sempre em base branca, como eu gosto. Cada um trouxe um doce ou um salgado e o importante foi estarmos em boa companhia, nas conversas de sempre! Decoração simples, coisas práticas e uns docinhos....não é preciso muito para organizar uma festinha entre amigos numa tarde solarenga de inverno (mas com umas temperaturas claramente de primavera!).





Ainda nas pintas

As meias calças que mostrei há uns dias neste desafio podem não ser consensuais entre todos. Uns gostam, outros até acham piada mas nunca usariam e há ainda que não goste de todo. E porque há quem ache piada mas não está a ver-se a usar, mostro-vos aqui uma alternativa mais discreta. E porque não por baixo de umas leggings ou calças?! Foi assim que as usei no fim de semana e ficaram engraçadas :) Um look descontraído e básico, como se pode ver pelas All Star. As meias apenas vieram dar um apontamento diferente!



12 de março de 2014

Entre tempos

E agora que de manhã está fresco e durante o dia está mais quente, também temos que adaptar a nossa roupa para estarmos de acordo com as temperaturas. Eu costumo optar por misturar as peças das várias estações. Blusas leves  e frescas com casacos de malha são a prioridade. De manhãzinha, uma parka para me abrigar da brisa. Para os pés, continuo com os botins que ainda não aquecem demasiado. E neste caso, para dar mais brilho ao modelito, um maxi colar. 


10 de março de 2014

Matchy-matchy ao sol

Nós também fomos para a rua aproveitar o sol. Acho que já estávamos a precisar de dias mais solarengos e quentinhos para animar! E então depois de um bom passeio junto ao mar, uma pizza das melhores que há....é um programa perfeito para fazer em família num fim de semana a cheirar a primavera. Para a passeata não resisti a um matchy-matchy entre pai e filho, como eu tanto gosto! Escolhi a cor de vinho, que lhes ficou lindamente. E o Baby Boy estreou o chapéu de palha que comprei a semana passada. Veio mesmo a calhar e ficou um máximo!
O sol promete ficar mais uns dias. A primavera está quase a chegar. E o novo horário no final do mês já nos vai dar dia até mais tarde! Por isso, vamos lá aproveitar para andar pela rua e começar a tirar do roupeiro peças mais leves.

5 de março de 2014

Passo a passo....eles crescem

Acho que todas as mães se "queixam" do mesmo. Eles crescem tãooooo rápido! Eu vou notando nas roupas, nos gestos, na fala, nas correrias, nas brincadeiras e também no quarto do Baby Boy. Já não temos trocador de fraldas/muda de roupa, já não temos poltrona de leitura, já não temos o ginásio de bebé. Começo a perceber as preferências na hora de brincar. Adora carros e bolas. Aos poucos vai ganhando o gosto pelos legos e agora, com a mais recente aquisição do kit de pintura, anda vidrado nos lápis (optamos pelos lápis de cera da Giotto, apropriados para bebés, pois são laváveis e dermatologicamente testados), no papel e nos sarrabiscos. Chama sempre o pai para o ajudar. "Papá, popó", "Papá, tão (camião)". E o pai lá desenha (muiiiiito melhor que a mãe, daí a preferência pelo pai) e ele pinta tudo (entenda-se, sarrabisca). E desde que está tudo instalado, ele só pensa em lápis. Ele acorda e quer os lápis. Ele não quer ir tomar banho para estar com os lápis. Ele não quer lanchar por causa dos lápis. É uma alegria (tirando a parte em que o temos que o arrancar à força!). Uma vez que o quarto dele é praticamente todo branco, esta cadeirinha veio dar uma cor, pois onde há crianças também tem que haver cor.
Este novo cantinho dá-lhe outras opções de brincadeira e também estimula a sua criatividade. Agora só falta mesmo um banquinho para o pai.



4 de março de 2014

Bom Carnaval

O que é que me passou pela cabeça para este ano não estar a pensar mascarar o Baby Boy?! Às vezes não sei onde vou buscar algumas ideias. Não sei se por falta de vontade de procurar, ou se por achar que ele ainda não liga nenhuma, ou mesmo até se por eu já não ser tão fã desta "modalidade" das máscaras (não detesto, mas também não morro de amores). O que é certo, é que em plena 6ªf ao final da tarde decidi procurar alguma coisa. Um médico em ponto pequeno, um mini mágico...enfim, alguma coisa engraçada que com um ou outro acessório desse para compor um disfarce engraçado. Pois.......NADA! A maior parte das coisas que procurei estavam esgotadas e o que vi para a idade dele eram feias ou um pouco puxadas (€€€) para usar apenas umas horas (o mais certo, dentro de casa).
Quando no sábado fomos às compras, assim só porque sim, passei pelos disfarces do Continente.....estava lá um disfarce (aliás, dois) de dinossauro. Bem baratinho e com uma certa graça. "Atirei-me" logo a ele. E pronto, à última hora foi o que se arranjou para casa, um dino muito fofo, sempre com o rabo a abanar e a fazer fita para não ter o carapuço enfiado (o que induziu algumas pessoas em erro: "és uma tartaruga?"). Os pézinhos também tiveram que levar ali uns cortes para o Baby Boy não andar sempre a escorregar (não sei quem se lembrou de colocar uns "pés" num disfarce de criança sem anti-derrapante!!!!).
Com máscara ou sem máscara, com folia ou sem folia, um bom dia de Carnaval.


3 de março de 2014

2 cores, 14 peças, 7 looks

Este desafio deu-me um gozo enorme. Ter um número restrito de peças de roupa fez-me pensar ainda mais na melhor forma de as conjugar. Enquanto me vestia, já estava a pensar no look que vos queria mostrar no dia seguinte. Só este simples gesto facilitou-me a vida logo pela manhã.....sempre com os minutos contados.
Não arrisquei muito nos acessórios, mas se o fizesse optava por lenços grandes e coloridos e maxi colares brilhantes. Foi uma semana bem sóbria e discreta!
Gostei muito de me ficar apenas por estas duas cores, mas confesso que já tenho saudades das coisas beges, cinza, verde garrafa e outras mais que tenho lá por casa (isto já para não falar das minhas roupas de verão!!!!!).

2 de março de 2014

Look 7 em preto e branco

E como é Carnaval, ninguém leva a mal........pintinhas nas pernas! Para último look decidi mostrar-vos que com peças simples também conseguimos fazer um conjunto com "pinta". Usei as biker boots pretas (que não estavam nas fotos que mostrei inicialmente) pois só gostava de ver estas meias assim!!!!!!
Amanhã faço um apanhado deste desafio. Espero que tenham gostado!


1 de março de 2014

Look 6 em preto e branco

Só consigo usar esta saia-calção ao fim de semana ou em saídas mais descontraídas. E hoje, para um pequeno-almoço entre amigos e umas compras são o ideal para estar 3 em 1: na moda (ou não fosse este modelo um dos mais it da última estação), em modo relax e confortável.