28 de junho de 2013

Gym: eu ainda não acredito!

A minha vida de atleta federada em desporto coletivo está quaaaaaase a acabar e como eu não sou de ficar alapada no sofá por muito tempo (não é que não goste, mas não convém acumular muitas gordurinhas em frente à TV) tive que encontrar uma solução. Inicialmente pensei fazer umas corridas e ir à piscina municipal, mas pensando bem.......acho que se iria resumir a uma prática de exercício pouco frequente. Ou porque está sol, ou porque está chuva, ou porque naquele dia não dá jeito, ou porque não me apetece. Vai daí e pensei em fazer duas vezes natação na piscina municipal pela matina (que fica quase ao lado do meu local de trabalho) e uma ida ao ginásio a meio da semana, pelo menos sempre tenho ali um compromisso por ter pago para praticar alguma coisa. Entretanto chove uma proposta de um ginásio (referenciado pela amiga F.) que me dá acesso a 2 ginásios (um com piscina), com a possibilidade de ir quando quiser e as vezes que me apetecer, para não falar que é a um preço para lá de espetacular. E pronto, ontem foi dia de inscrição. Contrato assinado. Anuidade paga. Já não há volta a dar e em Setembro começa uma nova desportista em mim. Com uma equipa de trabalho completamente diferente, com objetivos completamente diferentes e com muito trabalho para combater a minha falta de jeito para aulas coreografadas! E ainda vou ter que investir em modelitos, porque se eu apareço lá de calções abaixo das nádegas e t-shirts a tapar o umbigo acho que me vão achar estranha. Depois dou novidades!

Photo a Day Julho

Foi entre Abril e Maio que dei de caras com este desafio e fiquei tentada, mas deixei-o de lado. Hoje abri o Socorro! Sou mãe, da querida Rita Ferro Alvim (não a conheço, mas ao ler diariamente o blog dela acho que deve ser uma pessoa muito querida e divertida) e lá estava mais um desafio à fotografia, desta vez para o mês de Julho.
Não tenho uma máquina daquelas profissionais em que a lente vale mais que a trimestralidade do meu seguro de saúde. Não sei se vou ter tempo e paciência para pensar nisto todos os dias. Nem sei sequer se me vou lembrar religiosamente todos os dias Nem sempre tenho a minha maquineta à mão, por isso tenho que mudar urgentemente para o meu telemóvel com máquina fotográfica (e que tem o micro avariado, pelo que vou ter que andar com os auscultadores para todo o lado, senão tenho as pessoas a dizerem-me que parece que estou ao fundo do túnel!). Mas estou mesmo com vontade de fazer isto. De experimentar ficar com um diário fotográfico do meu mês antes das férias (e depois, se possível, compará-lo com o meu mês das férias!!!!!).
Vamos lá ver se me porto bem e consigo aqui umas fotografias supimpas!

E agora um copy do Socorro! Sou mãe (porque não sei onde ir buscar).


What do the prompts mean?
There are no rules when playing along with photo a day, you can be creative as you like! Interpret the prompt as you please. For those that need a little help, some more suggested details about each prompt are below:
1. Happiness is…: Share a photo of something that represents happiness to you.
2. Shoes: You know, those things you wear on your feet.
3. Cold: In my part of the world it’s winter, so cold is all around. How can you show the cold in a photo?
4. Red, white or blue: Pick a colour and share it for Independence Day {in the USA}.
5. Love: Take a photo that shows love.
6. Fave smell: What smell do you adore? Coffee? Fresh fruit? Flowers? Show it in a photo.
7. Where you are: Show us where you went today.
8. Path: Snap a photo of a path – which could be any kind of surface.
9. 3 things: Take a photo of any 3 things you like.
10. Smooth: Find a smooth surface and take a photo.
11. I wore this!: What is something you wore today? You could share your whole outfit, or just a small part of it.
12. A bad habit: It can be yours or someone else’s habit. Share it.
13. 4 o’clock: Be it 4am or 4pm, share what you’re doing at 4 o’clock.
14. Edible: Take a photo of some that you eat or want to eat.
15. Outside the window: Look through the window and take a photo of what you see.
16. Bottle: A bottle is such a simple object, how can you show it in a photo and make it a little interesting?
17. Inspirational: What’s inspirational to you?
18. Number: Look around you, do you see numbers? Take a photo. They could be in signs, on your phone… anywhere.
19. Building: It could be your home, or a big sky-scraper if you’re lucky enough to be in the city. Share a building in a photo.
20. Hot: Just like the cold prompt, only hot. Will you take a photo of the weather, food, a flame?
21. Fave food: What food do you love? You can indulge today. I’ll let you!
22. Grey: Share a photo of something coloured grey.
23. I drew this!: Get creative! Draw something, take a photo and share it.
24. D is for…: Show a photo of something starting with the letter D.
25. Ground: Depending on where we live we have different surfaces on the ground; cement, grass, dirt… show us yours.
26. The everyday: The thing that I love about this challenge is that you can see beauty in the ordinary, so look around you, find something that you see most days and capture it in a photo.
27. Black + white: Take a photo in black + white – you could use a filter, or shoot something that actually IS black and white. Up to you!
28. This is new!: What’s something new in your life? Is it something newly created in your town? A new purchase? A new baby? Snap and share it.
29. Perspective: This is a photography technique. I’ll share how to shoot perspective in a blog post soon!
30. Friendship: This is our charity prompt. Share a photo of friendship.
31. Workspace: Show us your workspace!

Que bom que é dormir de janela aberta

Estas duas últimas noites têm estado quentes demais. Em minha casa, o piso de cima aquece de uma maneira que não há forma de combater tanto calor. A única coisa que faço é deixar tudo fechadinho durante o dia e abrir tudo por volta das 20h. E durante a noite dormimos mesmo assim, janelas abertas e estores só com os buraquinhos (só no quarto do Baby Boy é que não deixo as janelas completamente abertas e fecho a cortina, com medo de algum vento que possa aumentar). De manhã, quando acordamos e sentimos a brisa, com algum sol a querer entrar, dá-me a sensação de estarmos de férias num destino paradisíaco, onde está sempre tempo quente e onde existe um mar imenso à volta do nosso alojamento. Entretanto o despertador toca e está na hora de levantar, vestir-me, acordar o Baby Boy, deixá-lo na avó e rumar para mais um dia de trabalho!

27 de junho de 2013

Greve Geral

Hoje é dia de Greve Geral e eu, que ando a leste de tudo o que se passa, só me apercebi disso ontem. Não aderi e fui trabalhar. No entanto tive que fazer a minha greve. Greve aos doces. Comi uma bola de berlim com creme fantástica no lanche da manhã e que me soube tãooooooo bem. Quase que me cheirou a maresia e quase que senti a areia nos pés!

Aguentar o calor de azulão

Nestes dias quentes em que ainda não consigo colocar vestidos (ainda estou muito branquelas, pelo que só os uso em emergência, tipo 40ºC!), nada melhor que umas calças bem fresquinhas e coloridas. Estas foram as calças que usei na festa do primeiro aniversário do Baby Boy e acho-as muito confortáveis. Uma blusa fresca e uns saltos para alongar a figura e estou pronta para mais um dia de trabalho.

Calças Mango
Mala Accessorize

26 de junho de 2013

4ª festarola - Aniversário do maridão

Mais um fim de semana em festa e desta vez com muito calor (espero eu!). No sábado está programado praia, praia e praia. E domingo será apenas praia, almoço em família e piquenique-lanche com os amigos. O maridão merece uma festarola e o ar livre pareceu-nos muito bem. Vou ver se ainda tenho tempo para uns balões e mais algumas coisas engraçadas. Para este dia o tema será cores e mais cores, porque é o que se quer nestes dias quentes. Vou deixar de lado a minha panca por coisas mimosas e sóbrias. Veremos o que se consegue em tempo record. O mais importante é divertirmo-nos com os amigos e passar o dia no relax.

24 de junho de 2013

A inveja é feia....eu sei!

Hoje estou com muita inveja.
Inveja de quem está de férias.
Inveja de quem está na esplanada.
Inveja dos amigos que rumaram a sul para uns dias de descanso.
Inveja de quem anda de chinelo no pé.
Inveja das amigas que estão na praia.
Inveja das pessoas que já estão com bronze.
Inveja das pessoas que estão a ressacar do São João.
Basicamente invejo todas as pessoas que de alguma maneira estão diretamente ligadas ao sol, ao descanso e à praia. A todas elas, bom proveito! Eu espero fazer-vos inveja só lá para Agosto!!!!

Ser mãe também é...

...não ter calças no roupeiro por estarem quase todas para lavar. É sopa, papa, bolachas! Antes de ser mãe, um par de calças aguentava mais tempo sem ter que ir à lavagem!!!! Por que será?!

22 de junho de 2013

As leituras do Baby Boy

E este é passatempo preferido do meu filho durante as manhã de fim de semana. Acordar, tomar o pequeno-almoço (leitinho), ver televisão, vestir-se e......"ler".
Não há problema, a mãe arruma!

Macacão Zara
T-shirt Benetton
Meias Zippy


21 de junho de 2013

3ª festarola - São João

Eu não disse que iam ser só festas!?! Até Agosto há festa quase todos os fins de semana. É uma das coisas que melhor tenho na vida, poder comemorar vários momentos com família e amigos. Fico de coração cheio.
Na minha família materna, o São João é o equivalente ao Natal para muita gente, pois é quando a família se junta toda (atualmente nem toda porque alguns primos combinam com amigos, mas uma boa parte). A festa foi sempre em casa da minha avó materna, mas nos últimos anos com ela mais frágil passou a ser na minha avó paterna (que tem uma casa enorme, com adega onde se fazem as festas e jardim extenso). Este ano será em minha casa, mas não deixa de ser diferente. Estará lá a família, agora com crianças pequenas. Os homens começam a assar sardinhas e depois vão para lá as mulheres. As mais velhas provam o vinho e ficam logo nas gargalhadas. Todos os anos a mesma coisa. Adoro estas tradições. Os balões acendem-se e lançam-se ao céu. E como ultimamente estamos tão peritos no assunto, compramos os balões dos grandes, tão grandes que precisamos que alguém suba uma escada para segurar em cima. Só não haverá foguetes (e dos profissionais, que a minha tia que os compra gosta de arraiais arrojados), porque eu moro numa zona habitacional com moradias em banda e corremos o perigo de estragar a sardinhada a algum vizinho. E na minha rua ainda há uma casa que monta uma cascata enorme. Visita obrigatória.
E vamos lá preparar este fim de semana que parece que vai ser de sol. Sardinhas. Pimentos. Manjericos. Batas cozidas com casca (esta é em especial para o meu pai). Balões e balõezinhos. E doces!

20 de junho de 2013

Froggy

Se o Baby Boy ainda não sabe o que é um sapo, então anda muito distraído. Desde o dia em que o pai  começou a chamá-lo sapinho e eu fui atrás, temos engraçado com algumas coisas ligada a este animal que, na realidade, acho um bocado pegajoso demais. Depois de um body com calças e gorro e de uma máscara (pijama) de carnaval, de um bolo feito pela titá (tia H.) com sapinhos e de sapos de borracha para o banho, chega a nossa casa o sapo que vai fazer companhia ao Kiko Niko durante o dia e ao Baby Boy durante a noite.
Acho que ele não vai muito com bonecos e bonequinhos de peluche, por isso acho que nos ficamos por estes dois!

Almofada verde limão Loja Casa
Almofada mocho Loja Casa
Kiko Niko Imaginarium
Sapo Zara Home
Colcha Zara Home


Ser mãe também é...

...ter um galo na cabeça após uma turrinha do Baby Boy (que de 'inha' não teve nada) !

18 de junho de 2013

O caos da bonecada

E é com o primeiro aniversário de um filho que se instala o caos em nossa casa. Alguns brinquedos foram para casa dos avós, outros estão guardados para lhe dar mais tarde e os que ficaram no tapete da sala........são quase totalmente ignorados pelo Baby Boy. Ele só quer a mini bola de futebol que tem desde que nasceu. Pronto, também devora livros, mas de resto, é só a bola. Isto dá que pensar. Querer dar ao filho brinquedos didácticos, com estímulos musicais, alguma variedade para não se cansar e afinal, ele não se cansa de atirar a bola para todos os lados. Espero que isto seja o pronúncio de que ele vai ser um craque do futebol que depois vai levar a mamã de férias para as caraíbas!

Heeeeeeeeeeeeeeeeeeeelp!!!!!!!



Agora há que procurar uma solução para guardar esta tralha toda, porque as caixinhas que vos falei aqui já não resolvem a situação.
A começar a averiguar novo mobiliário!
Se alguém encontrou outras soluções, eu agradeço.

IKEA



IKEA

Mais uma festa pintarola

E por falar em festas, tenho que deixar aqui as imagens do 1º aniversário do pequeno A., amiguinho do Baby Boy e filho de uma grande amiga. A minha amiga R. tem sido companheira em vários momentos. Conhecemo-nos há muitos anos e partilhamos os mesmos gostos e ideias. O 1º aniversário dos nossos filhos não foi exceção. Fazem diferença de 2 meses e por isso andamos sempre com as mesmas "preocupações". Em Abril, a R. colocou mãos à obra e fez praticamente tudo sozinha, com a dificuldade de fazer tudo em casa e ter que levar e montar na casa de campo dos pais. Ela pensou em tudo ao pormenor. Uma verdadeira super-mãe. Fica então mais uma ideia para as mamãs que queiram organizar uma festa em casa.














17 de junho de 2013

Os looks da festa

O dia passou rápido e as conversas também. No meio de tanta gente e de tanto doce faltaram os looks completos da mamã e do Baby Boy. Mas há sempre umas fotos que mostram alguma coisa. Espero que gostem.


Supimpona
Blusa Primark
Calças palazzo Mango
Sandálias Hush Puppies

Baby Boy
Macaco Lanidor
T-shirt Benetton
Meias Laranjinha

A festa azul

O tema da festa do Baby Boy era azul e branco. Como ele ainda não tem preferências por bonecadas decidi ficar-me pelo tema das cores. Além do mais, eu já sabia que não ia ter tempo para grandes decorações, por isso acho que foi a escolha acertada.
Os preparativos começaram 6ªf à noite e continuaram sábado de manhã, mesmo até a festa estar quase a arrancar. Deu trabalho, pois foi feito praticamente tudo em casa, mas valeu bem a pena. Não ficou nada de profissional como vemos em festas organizadas por empresas, mas ficou giro à nossa medida.
Deixo aqui como organizei a festa, pode ser que ajude alguém que se queira aventurar a preparar tudo em casa.

Comecei pela lista de convidados, que me deu 80 pessoas. A escolha foi nossa, família e amigos todos juntos, como nós gostamos. Mas não se assustem, só apareceram metade dos convidados. O tempo também tinha que ajudar, para aproveitarmos o jardim, pelo que a meteorologia nos deu uma ajuda quando a consultámos e dava previsão de chuva para domingo. Optámos pelo sábado e foi a escolha acertada. Muito sol e um bocadinho de vento.

A entrada da casa assinala logo que ali há festa. E não é uma festa qualquer, é o 1º aniversário de uma criança. O número é feito com um papel ligeiramente esponjoso e os balões de uma só cor que encontrei no Jumbo a um excelente preço (nos outros hipermercados só havia sacos de balões com várias cores e com preços mais altos). Os restantes balões foram pendurados pela sala e pelo jardim.


Os pompons foram feitos em casa com papel de seda comprado numa papelaria. Se tivesse conseguido fazer mais ainda ficava mais engraçado, mas assim também deu um ar super engraçado à sala. 



As letras com o nome do Baby Boy foram desenhadas no tal papel esponja e passei com fio de pesca. Nas laterais coloquei aquelas roletas de papel compradas numa loja de artigos de festa (Party, no Norteshopping - esta loja tem praticamente tudo para todo o tipo de festa). Os balões de S. João encontrei no Continente e achei um amor por causa das cores, que se enquadravam perfeitamente no tema. Depois adicionei o quadro da Simply Happy, o Kiko Niko e umas hortênsias que encontrei num jardim mesmo ao lado de casa.



No jardim coloquei as cadeiras todas de um lado, para deixar o outro livre para os salgados. Na relva coloquei a manta de piquenique com umas almofadas para quem quisesse sentar-se. As espreguiçadeiras foram uma ótima ajuda para segurar a manta, uma vez que o vento não deu muitas tréguas.

Para as comidas e bebidas decidi dividir por espaços. Na sala coloquei os doces, no jardim os salgados e na ilha da cozinha as bebidas, os copos, os guardanapos e as batatas fritas (que se colocasse lá fora voavam para os vizinhos). Os copinhos do leite creme são da Pórtico, os pratos, copos e guardanapos de papel são do IKEA.




Dica: o meu amigo R. teve uma ótima ideia: escrever o nome no copo de papel. Quase toda a gente aderiu e ficou muito engraçado. Aqui ficam alguns exemplos das meninas.



O bolo foi a minha desilusão. O que imaginei foi um bolo completamente diferente mas, a 2 horas da festa começar, as natas não subiram. Tentei de tudo: gotas de limão, bater à mão e.....nada. Tive que arranjar uma alternativa. Fiz dois bolos, porque apenas um não daria para todos os convidados. Um ficou no prato de bolo, mais alto, o outro em baixo, num prato normal.

Dica: quando as coisas não correrem como estava planeado, não desesperem. Façam uma coisa diferente do normal e serão elogiadas na mesma. O Baby Boy aprovou a cobertura.



E correu tudo bem. A comida não faltou. As pessoas circulavam muito bem por toda a casa e aproveitaram bem o jardim. As crianças correram tudo e brincaram muito. O Baby Boy brincou tanto que no final do dia, depois de um bom banho, aterrou enquanto eu lhe vestia o pijama.



12 de junho de 2013

1 ano....Parabéns Baby Boy

Foi há um ano atrás que conheci a carinha laroca do Baby Boy. Para ser sincera não posso dizer que foi o momento alto da minha vida, se calhar até foi um dos baixos. A anemia pós parto tomou conta de mim nos primeiros dias e assim que vi que  Baby Boy estava bem e tinha os olhinhos abertos "desliguei" um bocadinho para o mundo. Andei um bocado a navegar e com o tempo a paixão louca pelo meu filho apareceu e tudo começou a fazer sentido.
Este foi um ano de muitas experiências, de aventuras, de incertezas, de beijinhos, de evoluções, de aprender a viver de outra forma (sim, porque depois de nascer um filho a vida não é a mesma, é que não é mesmo!). Valem-me as avós que nos proporcionam a oportunidade de vivermos alguns momentos como se voltássemos a ser novamente namorados. Mas até nesses momentos é inevitável não pensar no nosso sapinho, por isso, não é bem como se fosse há 10 anos atrás.

Com 3 dias de vida
Hoje foi um dia em cheio, que começou com uma manhã cinzenta a ver televisão e a dormir. Depois veio o almoço, a primeira ida do Baby Boy a um restaurante (não posso dizer que foi espetacular, principalmente quando o Baby Boy acaba a refeição e no meio do silêncio começa a puxar para fazer cócó, e quando digo puxar, é mesmo puxar! Mas podia ser pior!). Após um bom peixe deu para uma esticada à beira-mar, com um sol fantástico e uma brisa mesmo a calhar. Mais uma sesta (e grande!!!) e depois visita às avós. Muita brincadeira pelo meio, um lanche no jardim cá de casa e a típica alegria ao ver os tios. Esqueci-me de fazer um bolo, tamanha era a moleza de um dia de férias passado nas calmas, mas nada como boas pastelarias nas redondezas. O Baby Boy gostou de enfiar a mão no chantilly e provar esta novidade. Por ele, ficava o resto do tempo a repetir tal façanha (incentivada pelo tio, claro).
Acho que o Baby Boy percebeu que era mesmo o dia dele. E que venham muitos mais.

Chapéu Vertbaudet
Casaco Laranjinha
Macacão Zara
T-shirt Benetton
Triciclo ToysRus


Agora tenho que me focar na festa de aniversário. Gerir quantidades de doces e salgados, gerir convidados (quando faço uma lista apertadinha e me dão 80 pessoas e depois o maridão decide convidar toda a gente que liga - mesmo que não faça parte da lista - é de me levar à loucura...), gerir a 6ªf à noite e o sábado de manhã para confecionar tudo e decorar a casa (porque é que eu acho que me vou esquecer de alguma coisa importante?!), esperar que venha bom tempo e tentar desfrutar de tudo.


Pompons de seda feitos em casa
(bem me parecia que faltava uma foto)

7 de junho de 2013

2ª festarola - o primeiro aniversário do Baby Boy

Tal como falei aqui, íamos andar sempre em festa. O batizado já passou e estamos a poucos dias do aniversário do Baby Boy - 12 de Junho. Ainda me esqueci do S. João e do aniversário do maridão mesmo a acabar o mês. 
Queremos comemorar o primeiro aniversário com família e amigos, o que dá para lá de 60 pessoas. Esta ideia é um pouco assustadora. Pouco não, muita! Já pensei na hipótese de fazer só para a família e juntar o aniversário do Baby Boy com o do maridão para os amigos. Mas o papá quer uma festa cheia de gente para o pequeno sapinho. Temos este fim de semana para decidir o que fazer e convidar as pessoas. Será que 1 semana de antecedência é suficiente? Parece-me que sim. Não estamos a falar propriamente de um casamento. Para isto resultar é essencial um pequeno apontamento: não chover! A casa não é minúscula, mas também não é uma mansão e o nosso jardim é que nos pode salvar do tormento de rejeitar convidados por casa lotada. Mesmo com o jardim já não sei, que fará sem ele. Em última hipótese abrimos a porta da rua e fica um open space fantástico. Os vizinhos agradecem.
As ideias fervilham na minha mente. Sou a responsável pela decoração, pelos convites, pela ementa.....e pelo presente (eu e o maridão, que me vai dando uma opinião aqui e ali).
O tema é simples e fácil: azul. Quero polvilhar a casa com azuis e mais azuis. Pompons de seda, grinaldas com o nome do aniversariante, um dossel na mesa do jardim, uma área de piquenique.
A ementa será praticamente confeccionada em casa (tia F. tenho que falar contigo para te pedir ajuda). O bolo principal, leite creme, bolo de chocolate, enroladinhos de salsicha, melão com presunto..........é urgente uma lista com os ingredientes.
O presente do Baby Boy está pensado, mas há que ir às lojas averiguar a melhor escolha (segura e barata).
Fim de semana prolongado e férias à mistura vêm mesmo a calhar para que não falte nada e tenha tempo para organizar tudo!
Se não aparecer por aqui, já sabem, ando armada em decoradora e cozinheira!

Mood Pink&Blue

Hoje estou assim, numa de: "Porquê estas nuvens?!" e "Quero o sol!".
Os dias estão estranhos. Ora vai chover torrencialmente, ora afinal está sol. Dentro de casa está quente e lá fora um frio fora do normal para esta época.
Quando pensava que as sandálias iam outra vez encostar na prateleira, afinal foi a primeira escolha pela manhã. Agora é ter esperança que o fim de semana tenha bom tempo para sair à rua, pois apesar de querer testar umas receitas, prefiro ir comer um croissant à confeitaria Mix Pão e dar um passeio pela marginal.

Blusa Zara
Calças Mango
Sandálias Oysho

5 de junho de 2013

Ser mãe também é...

...enviar sms's destas ao maridão: 
"O Vi já fez cócó!!!!!"
Yuuuupi

4 de junho de 2013

A consulta dos 12 meses

A dias de fazer 1 ano, o Baby Boy teve a consulta com o pediatra. Desta vez já estranhou tudo e nem um "passou-bem" deu ao sr. doutor. Na hora de ser examinado também fez um berreiro que só visto, coisa pouco habitual no nosso pequeno. Foi lágrima a escorrer pela face, mas no final já estava tudo bem. Desta consulta saímos com imensas coisas novas na rotina do Baby Boy. Aqui fica um resumo.

Altura - 76,2 cm
Peso - 10,4 Kg

Refeições
O Baby Boy pode começar a fazer a nossa alimentação. Como explicou o pediatra, até aos 12 meses é necessário fazer uma alimentação de bebé e a partir de agora é necessário fazer uma alimentação saudável. O ideal era comermos todos sem adição de sal e açúcar, em caso contrário colocar apenas pequeníssimas porções. Passamos agora para um esquema de sopa+prato+fruta, tanto ao almoço como ao jantar, mas não é rígido. Temos que ir vendo como se vai comportando o Baby Boy e fazer o esquema mais adequado à criança.

Ovo
Vai começar por experimentar meia gema de ovo cozido. Passados 3 dias come uma gema de ovo cozido inteira e depois mais uns 3 dias e podemos dar a provar um bocadinho de clara cozida.
É importante saber se o Baby Boy é tolerante ao ovo antes de levar com a vacina dos 12 meses.

Iogurtes
Não mais do que 2 iogurtes por dia. Pode comer também danoninhos e suissinhos. Tudo o que não tiver os alimentos a evitar.

Fruta
Por causa da fructose devemos dar 2 peças por dia. Só quando vamos passear e não levamos papa para de tarde é que podemos dar mais uma peça ao lanche. Mas isso é muito de vez em quando.

Alimentos a evitar
Neste momento, o Baby Boy está proibido de comer apenas morangos, frutos silvestres e chocolate.

Leite
Passa do leite adaptado (neste caso o Nidina H.A) para o leite gordo. E pergunto eu "leite gordo?". E diz o pediatra "leite GORDO". Acabaram-se as doses, os pózinhos e as águas fervidas.

Higiene
Os dentinhos do Baby Boy estão a "explodir" em várias direções. Se há 1 mês tinha apenas dois ratinhos em baixo, agora já conta com mais 6 que vieram ao mesmo tempo. Passa a lavar os dentes 2x por dia, com uma dedeira ou uma escova própria e uma pasta de dentes para bebés. Está a ficar um homenzinho.

Calçado
Os primeiros passos começam a ser visíveis, mas o que é certo é que o Baby Boy não anda. Como tal, nada melhor que umas meias antiderrapantes. Nada de comprar calçado, muito menos caro. Quando for necessário comprar calçado é importante que tenha apoio lateral (meia lua da parte de dentro do pé). Mas ainda faltam uns meses para isso.

Praia
Não vemos a hora de fazermos todos praia, mas com muitos cuidados. Evitar horas de maior calor e colocar creme mineral 30 minutos antes e ir reforçando (já é um hábito meu, que tenho a pele muito branca e alguns casos de cancro na pele na família). Para o Baby Boy usamos o protetor mineral 50+ da Uriage. Tapar a maior parte do corpo (calção e t-shirt) e não colocar o Baby Boy diretamente ao sol. Sempre que estiver na areia usar proteção nos olhos (isto vai ser um desafio, mas com paciência vamos tentar). Não esquecer o chapéu.

Natação
Andava eu desejosa de ver o Baby Boy a deliciar-se dentro de uma piscina, mas o pediatra não aconselha até aos 3 anos, sob risco de haver mais probabilidade de infeções. Confesso que fiquei triste, pois acho a natação um desporto muito completo. Já só faltam mais 2 anos e teremos certamente uma pequena piscina insuflável no jardim.

Medicação
Quando o frasco de Vigantol (Vitamina D) acabar já não é necessário comprar mais. E de resto, não há nada a receitar.

E começa então esta nova fase na vida do Baby Boy.....e na nossa também!





3 de junho de 2013

Quando o Baby Boy descobre as maravilhas de estar de pé

Pois é, o tempo vai passando, umas vezes mais rápido e outras mais devagar. O Baby Boy está quase a completar 1 ano e já começa a descobrir novas coisas. Estes quase 12 meses foram de intensa descoberta, que está praticamente a culminar no andar sozinho. Já dá uns passos com apoio, já se levanta com a ajuda do sofá e da mesa da TV e agora descobriu que umas das coisas que ele mais gosta (ÁGUA) está mais perto do que ele pensava. Sinto-me uma mãe babada quando o vejo a fazer estas pequenas conquistas e ele delicia-se ao descobrir que afinal também consegue fazer algumas habilidades. Claro que o sossego já não vai ser o mesmo e a atenção terá que ser redobrada, mas desde que ele nasceu, onde se meteu mesmo o sossego?! 


Uma escapadinha até ao Douro

Se antes de sermos pais já desfrutávamos de umas escapadinhas, agora com noites mal dormidas e muita energia gasta todos os dias com o Baby Boy ainda mais privilegiamos uns momentos a dois. Desta vez rumámos até ao Douro e acertámos em cheio. Ficámos no Delfim Douro Hotel, um hotel recente, confortável e muito bem decorado. 
Assim que lá chegámos fomos direitinhos para a zona da piscina e lá estivemos até ao final da tarde. Muito sol e temperaturas altas. Uns mergulhos nas águas frias da piscina. Nem queríamos acreditar!
Se agora parece que damos mais valor a estes momentos a dois e ficamos ansiosos para que cheguem rápido, também morremos de saudades do Baby Boy assim que passamos a primeira portagem. Acho que faz parte do papel de pais.